CRIANÇAS
sexta-feira, 30 outubro

Crianças e segurança rodoviária

Conselhos e dicas, para que o seu pequenino possa estar sempre num ambiente seguro.

 

Sistemas de Retenção para os mais pequenos

As crianças são seres humanos delicados que confiam em nós, adultos, para que cuidemos delas com toda a segurança.
E nós, adultos, será que correspondemos a essa confiança?

 

Até que ponto é que as protegemos devidamente quando as transportamos de carro?
Mesmo nos trajetos mais curtos, as nossas crianças devem ser SEMPRE transportadas num sistema de retenção homologado e adequado ao seu tamanho e peso (vulgo “cadeira”) criando deste modo condições para uma viagem segura. 
Tenhamos presente que uma colisão a 50 Km/h, para uma criança que não esteja devidamente protegida, equivale a uma queda de um terceiro andar.
 

Devemos explicar aos mais pequenos, desde muito cedo, a importância dos sistemas de retenção para a sua proteção em caso de acidente. Como as crianças têm tendência a imitar os adultos, o exemplo é fundamental – devemos utilizar SEMPRE o nosso próprio sistema de retenção, ou seja, o cinto de segurança, quer nos bancos da frente quer nos da retaguarda.

E lembre-se: é proibido o transporte de crianças de idade inferior a 3 anos nos automóveis que não estejam equipados com cintos de segurança.

 

Segurança da criança – até 18 meses

O bebé tem o pescoço muito frágil e a cabeça grande e pesada (ver "Porque é que o risco é maior nas crianças"), pelo que pode sofrer ferimentos muito graves com grande facilidade. 
Deve por isso viajar sempre numa cadeirinha voltada para trás. Assim, num choque frontal, a cabeça, o pescoço e as costas da criança serão amparados uniformemente pela cadeirinha. Estas cadeiras protegem melhor que qualquer outro tipo de cadeira - em caso de acidente podem salvar a vida de 9 em cada 10 crianças.

Cadeirinhas 0-13 kg (Grupo 0+)
São habitualmente chamadas "cadeiras portáteis" e utilizam-se sempre voltadas para trás. Podem ser instaladas no banco da frente ou no de trás, utilizando um cinto de 3 pontos. Não podem nunca ser instaladas num lugar que tenha um airbag frontal ativo.

São as cadeiras mais indicadas para os recém-nascidos e bebés pequenos, pois nestas cadeiras o bebé não viaja demasiado direito e vai bem aconchegado e confortável.
São preferíveis em relação às alcofas para automóvel onde a criança viaja deitada, pois nas alcofas, o bebé não é bem amparado e a maioria dos embates são transformados em choques laterais, que são muito mais perigosos para o bebé.


Cadeirinhas 0-18 kg (Grupo 0+/I)
A maior parte das crianças fica grande demais para a cadeira 0-13 kg antes de atingir os 13 kg. Quando isso acontece é necessário mudar para uma cadeira 0-18 kg voltada para trás.
Tal como as anteriores, as cadeiras 0-18 kg, utilizam-se à frente ou atrás, num lugar com cinto de 3 pontos e sem airbag frontal ativo. Devem ser sempre utilizadas voltadas para trás, pois apenas nesta posição protegem convenientemente uma criança com menos de 18 meses.

Não se preocupe quando a criança começar a bater com os pés no banco do automóvel ou quando começar a ter as pernas um pouco dobradas. Isto não é desconfortável nem pouco seguro. Continue a utilizar a cadeira voltada para trás – é a proteção mais segura.
Nas cadeiras 0-18 kg a criança já viaja completamente sentada, pelo que estas não são adequadas para os bebés com menos de 6 a 9 meses.


E como é que eu vejo a criança?
É possível ver uma criança que viaja no banco de trás voltada para trás sem sequer se distrair da sua condução. Para isso basta utilizar um espelho especial que se vende em lojas de puericultura e alguns concessionários de marcas de automóveis. Este espelho é instalado na parte de trás do automóvel e permite que o condutor consiga ver a criança no retrovisor. 
Como a criança também vê o pai ou mãe (o condutor), também poderá ir mais tranquila e sossegada.

 

Segurança da criança – depois dos 18 meses

A utilização de cadeirinhas é indispensável até a criança ter 1,5 m de altura ou 36 Kg de peso, o que geralmente acontece entre os 8 e os 12 anos. Nunca deixe de utilizar uma cadeirinha demasiado cedo - estará a pôr em risco a vida da criança. 

Viajar voltado para trás, até quando?

Viajar voltado para trás é a melhor proteção que podemos dar aos nossos filhos, pelo que os devemos manter nesta posição até o mais tarde possível – até aos 2 anos ou 2 anos e meio, é muito recomendável. Infelizmente, com as cadeiras que existem em Portugal, isto não é possível para todas as crianças.
Pelos menos até a criança completar os 18 meses, deve viajar sempre voltada para trás. Devido ao seu pescoço frágil e ao elevado peso e tamanho da cabeça, só assim ela irá bem protegida.
Algumas cadeiras permitem, em alguns automóveis, viajar com as crianças voltadas para trás até aos 3 anos sem qualquer problema – é esta a regra em países como a Suécia (o pais com a taxa de mortalidade mais reduzida da Europa). Contacte a marca do seu automóvel para saber se existe uma destas cadeiras para o seu carro.
 

Cadeirinhas 0-18 kg voltadas para trás (Grupo 0+/I)

É a mesma cadeira que a criança já usava antes de ter 18 meses.
É natural que a criança tenha os pés a bater no banco do automóvel e as pernas um pouco dobradas. Isto não é desconfortável nem pouco seguro. Utilize esta cadeira voltada para trás até o mais tarde possível - é a proteção mais segura.

Bancos elevatórios (grupo III)

Aos 7 ou 8 anos poderá utilizar apenas o banco elevatório se o cinto de segurança já não incomodar a criança no pescoço, mas pode também continuar a usar a cadeira 9-36 kg ou 15-36 kg se esta for suficientemente alta.

Se o seu carro não tiver encostos de cabeça nos bancos de trás, poderá ser melhor continuar a utilizar a cadeira de apoio completa para que a criança tenha o pescoço protegido em caso de choque por trás.

  • Não deixe de utilizar a cadeira de apoio ou banco elevatórioantes de a criança ter 1,5 m de altura, 12 anos ou 36 kg - Só assim o cinto ficará corretamente colocado na bacia e não sobre a barriga. 

 

Segurança das Crianças – depois de 1,5m de altura

Os cintos de segurança são projetados para adultos e por isso só protegem bem as crianças quando elas têm mais que 1,5 m de altura. 
Antes de a criança ter 1,5 m de altura, tem a bacia demasiado pequena e não se consegue sentar no automóvel da forma mais correta para uma boa utilização do cinto de segurança – Como tem as pernas pequenas, ela "escorrega" para a frente.

Por isso, se a criança deixar de utilizar a cadeirinha demasiado cedo, o cinto de segurança vai ficar-lhe em cima da barriga e do pescoço. A proteção não será tão boa e, em caso de acidente, podem ocorrer lesões graves com mais facilidade.

A utilização do cinto por baixo do braço ou atrás das costas é também perigosa, pois, em caso de acidente, a cabeça da criança pode embater no interior do automóvel com facilidade e serão feitas forças muito elevadas sobre a sua barriga.
A utilização do cinto por todos é também um bom exemplo para os mais novos. A utilização do cinto de segurança em qualquer lugar do automóvel, seja qual for a distância a percorrer ou a velocidade praticada, é um hábito que deverá ser adquirido, trabalhado, motivado e aplaudido.

 

In, APSI
www.apsi.org.pt

Produtos Sugeridos

Mais Vistos

O nosso presente para si....

HOME
segunda-feira, 03 outubro

O nosso presente para si....
Para celebrar o 8º Aniversário da Sweetcare escolhemos um presente perfeito: 1 vale de compras no valor de 100€ para si 3 vales de compras no valor de 50€ para oferecer a 3 amigas
Desembrulhe-me 🎁

INSPIRE-SE
sábado, 22 outubro

Desembrulhe-me 🎁
Temos um presente para si no seu carrinho de compras! Escolhemos não 1 mas 2 presentes para si, para que possa celebrar o nosso aniversário em beleza!
Best sellers 2016 : rosto!

INSPIRE-SE
segunda-feira, 15 agosto

Best sellers 2016 : rosto!
Conheça os produtos de rosto mais vendidos na nossa loja e fique a conhecer porquê!
Cosmelan 2 vs dermamelan: 2016 review

SAÚDE & BEM ESTAR
quinta-feira, 03 novembro

Cosmelan 2 vs dermamelan: 2016 review
Saiba as diferenças entre os dois tratamentos despigmentantes mais eficazes no mercado contra o melasma!