Mamã & Bebé

leitura 2 min

O Papel dos Probióticos

28 junho 2022




Cada vez mais estudos provam os benefícios do uso de prebióticos dermatológicos. Fique a saber o que são e qual o papel que desempenham na saúde da pele do bebé.

 

À superfície da pele existe uma comunidade de microrganismos, denominada microbiota, que vive em equilíbrio perfeito connosco. Existem dois tipos de microbiota: a residente e a transitória. A microflora transitória corresponde a microrganismos que permanecem na pele de forma temporária, e que não fazendo parte da microflora natural, têm algum potencial para se tornar prejudiciais. A microbiota residente, por seu lado, é composta por microrganismos benéficos que impedem a pele de ser colonizada por microrganismos agressivos, que provocam desequilíbrios ou infeção.

A preservação da microbiota residente e dos seus microrganismos benéficos é crucial para manter a pele do bebé saudável.

Os prebióticos ao alimentarem os microrganismos benéficos, têm a capacidade de estimular as defesas naturais da pele, pois fortalecem as bactérias benéficas da pele, impedindo assim o crescimento de microrganismos agressores. Desta forma, educam o sistema imunológico na prevenção dos desequilíbrios cutâneos.

Barral BabyProtect

Estudos demonstram que a utilização dos prebióticos em produtos para higiene e cosmética é importante para a manutenção de uma pele saudável do bebé, permitindo a regulação da microbiota.

O prebiótico dermatológico Biolin está presente em toda a gama Barral BabyProtect. Este ingrediente aumenta as defesas naturais da pele fina e frágil do bebé. Como? Alimentando os microrganismos benéficos da pele (que são a sua principal barreira de proteção), não deixando espaço para que os microrganismos patogénicos (os causadores de vermelhidão, irritação e infeções) se instalem.




PRODUTOS SUGERIDOS