CRIANÇAS
sexta-feira, 30 outubro

Acidentes domésticos

"Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que representam risco e podem provocar acidentes (...)"

 

Objetivo: Casa Segura!

"Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que representam risco e podem provocar acidentes, sobretudo com crianças e idosos, como quedas e traumatismos com consequências muito graves. Por vezes, tão graves que podem levar à morte."

 

Quais são os fatores de risco ou causas mais frequentes de acidentes domésticos?

  • Escorregar ao andar sobre pisos molhados, húmidos ou encerados
  • Andar de meias ou usar chinelos e sapatos mal apertados
  • Móveis no meio do caminho (gavetas abertas, por exemplo), principalmente entre o quarto e a casa de banho
  • Escadas com degraus de tamanhos diferentes
  • Tapetes nos quartos, casas de banho, corredores e outras divisões da casa, sem proteção antiderrapante
  • Pouca iluminação
  • Estar em pé em cima de um banco ou cadeira
  • Tonturas ao levantar-se
  • Visão alterada pela idade
  • Perda do equilíbrio, muitas vezes causada por remédios
  • Nos mais idosos, enfraquecimento dos ossos e dos músculos
  • Soleiras das portas não niveladas com o chão

 

Crianças

As crianças pequenas não sabem avaliar o perigo pelo que, qualquer objeto que encontrem em casa pode transformar-se num brinquedo muito interessante.

Saiba como protegê-las dos perigos presentes em todas as casas. 
Botões, tampas e rolhas de garrafas, moedas, pregos pequenos, parafusos e até brinquedos com peças demasiado pequenas são uma atração irresistível para crianças até aos três anos, que gostam de levar tudo à boca. Mas consistem um grande perigo, pois as crianças podem engasgar-se e até sufocar.

Causas dos acidentes 
Sabia, por exemplo, que as quedas são a principal causa de acidentes domésticos com crianças? Seguem-se os cortes, as queimaduras e as intoxicações.

Atitudes que podem salvar
Não se limite a proibir as crianças de fazerem isto ou aquilo; deve procurar ensiná-las e alertá-las para os riscos que certos atos envolvem, para que elas possam desenvolver a noção do que é o perigo e do que são comportamentos perigosos. Mesmo quando as crianças são pequenas e a explicação requer muita paciência. 

E, sobretudo, dê o exemplo: as crianças imitam os adultos.
Sempre que necessário, explique à criança porque é que as suas ações lhe são permitidas a si e a ela não, apontando razões de idade, capacidade, responsabilidade, segurança, etc.

 

Cuidados com medicamentos

  • Todos os medicamentos devem ser guardados fora do alcance das crianças, em lugares altos e, de preferência, em armários ou caixas bem fechadas
  • Não tome, nem dê medicamentos sem prescrição ou orientação médica
  • Não deixe os seus medicamentos ao alcance das crianças e, de preferência, não os tome à frente delas, pois estas tendem a imitá-lo
  • Não use remédios cujo prazo de validade já expirou ou cujas embalagens estão deterioradas. Junte-os e entregue-os na farmácia mais próxima

 

Cuidados com escadas

As escadas devem ter um corrimão de apoio e o piso não deve ser liso (escorregadio)
Se tem crianças pequenas, principalmente se estão na fase de gatinhar ou a começar a andar, coloque proteções e barreiras (portões) em todos os acessos da casa às escadas
Não se esqueça de fechar as proteções e barreiras dos acessos às escadas depois de passar. Um portão mal fechado é como se não existisse


Cuidados com janelas e varandas
Coloque grades ou redes de proteção em todas as janelas e varandas. São as únicas formas de evitar acidentes graves em apartamentos. Uma porta ou uma janela aberta representam um grande perigo. Há muitas quedas de crianças em consequência de janelas e portas abertas.


Cuidados com piscinas, lagos, lagoas e até na praia

  • Nunca deixe a criança sozinha perto de uma piscina, mesmo que esta seja própria para ela
  • Nunca deixe uma criança sozinha na piscina, seja em que circunstância for. Muitos afogamentos de crianças até aos 4 anos ocorrem porque os adultos se ausentam por “um minuto”, para atender o telefone, ir buscar o lanche, etc
  • Esteja atento às brincadeiras das crianças na água
  • Coloque braçadeiras ou coletes às crianças que não sabem nadar, mesmo quando elas estão a brincar ao pé da piscina. Se escorregarem e caírem para dentro da água estarão mais protegidas

Se tem piscina em casa, coloque uma vedação ou tela de proteção à volta, de forma a impedir que a criança tenha acesso à água.


Cuidados na cozinha 

  • Não deixe crianças sozinhas na cozinha
  • Guarde facas e objetos cortantes em locais pouco acessíveis
  • Não deixe tachos e panelas ao lume sem ninguém na cozinha e tenha especial cuidado com líquidos quentes, como sopa ou água a ferver, já que queimaduras com líquidos quentes são frequentes em crianças
  • Não deixe os bicos do fogão ligados quando acaba de cozinhar
  • Vire os cabos das frigideiras para o interior do fogão, para evitar que as crianças tentem pegar-lhes
  • Pode remover os botões do fogão quando este não estiver em uso
  • Guarde bem os fósforos, pois as crianças não têm medo do fogo e certas brincadeiras podem provocar incêndios
  • Torradeiras, bules, garrafas térmicas e outros equipamentos devem ser mantidos fora do alcance das crianças
  • Cuidado ao utilizar panelas de pressão. Cumpra sempre as indicações do fabricante
  • Tenha cuidado na utilização do gás no fogão. Acenda o fósforo antes de abrir o gás. Se o seu fogão tiver acendedor elétrico, acenda primeiro o gás, no mínimo, e só então accione o acendedor
  • Quando acender o forno, coloque-se de lado e não em frente do fogão
  • Use apenas toalhas, aventais e panos de tecidos naturais. Evite usar roupa de tecidos sintéticos e aventais de plástico quando está a cozinhar
  • Na utilização do microondas não cubra alimentos com papéis metalizados nem coloque, no seu interior, louças com decoração prateada ou dourados (causam faíscas)
  • Cuidados com produtos de limpeza e outros produtos tóxicos
  • Seja na cozinha, dispensa ou em qualquer outra divisão da casa ou no jardim, guarde estes produtos em locais inacessíveis a crianças e a animais
  • Há fechos e protetores (inclusive cadeados) que impedem a abertura de armários e gavetas da cozinha ou de outros locais
  • São produtos tóxicos, muitas vezes até inflamáveis, e a sua ingestão ou inalação pode ter consequências graves ou até fatais
  • Nunca coloque detergentes, lixívia, inseticidas ou pesticidas em garrafas de água de plástico já usadas, porque as crianças podem ingerir o produto pensando ser água, resultando num acidente com grande gravidade
  • Cuidados com eletricidade e tomadas.Se possível, todas as tomadas devem ter ligação terra
  • Instale protetores adequados em todas as tomadas da casa, para evitar choques elétricos
  • Esteja sempre alerta, pois uma tomada tem uma atração especial para as crianças que estão na fase de gatinhar ou até um pouco mais crescidas, parecendo os locais ideais para tentarem enfiar os dedos e os mais variados objetos.

 

Cuidados com objetos pontiagudos ou cortantes

  • Facas, tesouras, chaves-de-fendas e outros objetos perfuradores nunca devem ser dados às crianças para elas brincarem. Mantenha esses objectos em locais fechados e a que a criança não tenha acesso

 

Cuidados com a tábua e o ferro de engomar

  • Nunca deixe o ferro ligado com o fio desenrolado e ao alcance das crianças. Além da alta temperatura, é perigoso pelo seu peso e pela ligação à eletricidade
  • Evite o uso de tábuas de passar roupa que possam ser puxadas para baixo. 

 

Cuidados com armas

  • Não tenha armas em casa. Se tiver, arrume-as ou guarde-as longe do alcance das crianças
  • Nunca tenha as armas carregadas em casa
  • Nunca deixe as munições junto à arma. Guarde-as em local seguro e inacessível às crianças.


Outros riscos

  • Nunca deixe bebidas alcoólicas ao alcance de crianças
  • Procure ajuda médica, se o seu filho engolir uma substância não alimentar
  • Anote os números dos telefones do seu pediatra, do hospital, dos centros de envenenamento e de outros centros de ajuda em local bem visível (por exemplo, ao pé do telefone);
  • Leia atentamente os rótulos das embalagens antes de usar qualquer produto
  • Ensine as crianças a não aceitarem bebidas, comida, doces que lhes sejam oferecidos por adultos que não conhecem
  • Não deixe que crianças com idade inferior a 10 anos andem sozinhas de elevador. 

 

Bebés


Cuidados com potenciais quedas

  • Nunca deixe o bebé ou a criança sozinha em cima de uma cama, bancada ou móvel onde muda as fraldas e a roupa
  • Tenha as fraldas, as toalhinhas de limpeza e os cremes necessários sempre à mão
  • Prepare as roupas que lhe vai vestir com antecedência e tenha-as à mão na altura em que vai vestir a criança.


Cuidados com camas de grades

  • Use cama de grades, pois evitam que o bebé ou a criança caia da cama
  • Assegure-se de que os espaços entre as barras do berço são adequados. Normalmente as grades são adaptáveis em altura, para facilitar o colocar e tirar a criança da cama
  • Não se esqueça de verificar se a grade está bem colocada depois de pôr a criança na cama
  • Tome cuidado quando a criança começar a mostrar movimentos de sentar, gatinhar ou ficar de pé;está na altura de adequar a grade, se for o caso, às suas novas capacidades;
  • Verifique se o estrado está bem seguro e que o colchão é adequado
  • Não deixe brinquedos dentro do berço ou da cama do bebé.


Cuidados com o banho

  • Nunca deixe o seu filho sozinho na banheira, seja qual for a circunstância. Mesmo com água rasa é perigoso. Uns segundos bastam para que se afogue
  • Verifique a temperatura da água com um termómetro ou com o seu cotovelo, para evitar queimar a criança se a água estiver demasiado quente
  • Use tapetes ou formas antiderrapantes na banheira.


Cuidados com brinquedos

  • Os brinquedos devem ser suficientemente grandes para não poderem ser engolidos e suficientemente resistentes para não lascarem ou partirem
  • Verifique os rótulos e etiquetas dos brinquedos para saber quais os materiais de que são feitos, evitando, por exemplo, o risco de alergias
  • Os brinquedos não devem ter arestas ou ser pontiagudos
  • Compre brinquedos adequados à idade da criança e verifique se os oferecidos também são apropriados.


Outros riscos

  • Sacos plásticos, fios de telefone soltos, almofadas e travesseiros altos e fofos podem asfixiar ou estrangular
  • Não permita que a criança mastigue pastilhas elásticas ou coma rebuçados
  • Não ponha cordões à volta do pescoço da criança para segurar as chupetas
  • Não permita que a criança brinque com objetos pequenos que possa engolir
  • Não beba líquidos quentes com o seu filho no colo. Mantenha os líquidos quentes (café, chá, etc.) fora do alcance dele.

 

Idosos


Quais são os fatores de risco ou causas mais frequentes de acidentes domésticos envolvendo Idosos?

  • Visão e audição deficientes
  • Enfraquecimento dos ossos e dos músculos
  • Problemas de locomoção ou osteoarticulares e tremores
  • Fatores do ambiente
  • Iluminação deficiente
  • Inexistência de corrimão ou de barras de segurança, nomeadamente na banheira
  • Mobília instável
  • Pavimento escorregadio
  • Calçado não apropriado
     

Cerca de 75 por cento dos acidentes com idosos acontecem nas suas próprias casas. 
Os acidentes com idosos sucedem-se também em alojamentos coletivos (casas de repouso, lares e outras instituições de acolhimento), no ambiente circundante ou por escorregamento na rua.

Eis alguns conselhos para idosos afim de prevenir acidentes:

  • Pratique exercício físico com regularidade, de modo a melhorar a sua forma física. Faça uma alimentação equilibrada
  • Seja cuidadoso, de modo a não cometer erros na dosagem dos medicamentos que está a tomar
  • Não beba álcool em excesso
  • Use sapatos bem ajustados, com solas antiderrapantes (de preferência com ranhuras). Evite usar solas de cabedal e protetores de metal. Os sapatos devem ter saltos largos, calcanhares reforçados e presilhas ou atacadores, de modo a evitar que os pés se movimentem dentro dos sapatos. Evite usar chinelos
  • Não use camisas de noite ou roupões compridos
  • Disponha os móveis da casa de maneira sensata. Deixe espaço para poder andar de um lado para o outro sem encontrar obstáculos. Não ande sobre pavimentos escorregadios (molhados ou encerados); os tapetes devem cobrir todo o chão de uma parede à outra ou possuírem forro antiderrapante. A mobília não deve ter rodas e a cama e as cadeiras não devem ser demasiado baixas ou altas. Coloque barras de apoio na banheira, no chuveiro e ao lado da sanita. Utilize tapetes de borracha antiderrapantes no chuveiro e na banheira
  • Ilumine convenientemente toda a casa - quarto, corredor, sala, cozinha e casa de banho
  • As escadas devem ter boa iluminação, corrimãos seguros e degraus antiderrapantes
  • Utilize a visão que tem, nas melhores condições. Se precisar de óculos, use-os
  • Não coloque no chão pequenos tapetes. Não deixe gavetas abertas
  • Não deixe fios elétricos ou do telefone no chão. Fixe-os às paredes
  • Mantenha todos os utensílios elétricos em boas condições de funcionamento e a salvo de salpicos de água. Nunca os utilize quando estiver a mexer em água
  • O aquecimento deve ter boa ventilação e devem ser usadas redes de proteção nas lareiras
  • O relvado, o jardim, o pátio, as passagens para carros e passeios devem estar desimpedidas, sem buracos, fendas ou outras irregularidades
  • Procure não estar sozinho. Não se isole, pois isso pode atrasar a chegada de ajuda do exterior no caso de acidente
  • Esteja atento a movimentos inesperados de animais, crianças e bicicletas
  • Traga consigo uma lanterna e utilize-a para que possa ver e ser visto na escuridão
  • Não tenha vergonha de pedir ajuda para atravessar a rua
  • Use bengala, se o seu médico concordar
  • Tenha uma campainha perto de si, sempre que possível.


Se acontecer um acidente:

  • Se cair, procure levantar-se de forma correta - dobre-se sobre o estômago, ponha-se de gatas e gatinhe até à peça de mobília que se encontra mais próxima de si. Coloque as mãos sobre ela e ponha um dos pés à frente, bem assente no chão. Levante-se e, em seguida, sente-se, até se encontrar recuperado.
  • Se não conseguir levantar-se, tente pedir ajuda - a colocação de uma campainha no chão do quarto, debaixo de uma cadeira, ou de um telefone, juntamente com os números de emergência num banco baixo, constitui precaução sensata a tomar. O Serviço TeleAlarme pode ser muito útil. 
  • Tente manter-se quente até chegar alguém para o ajudar. Puxe os tapetes próximos para cima de si, por exemplo, casacos ou os lençóis, o que estiver à mão.
  • Se sofrer um corte ou queimadura, procure a ajuda de um médico ou enfermeiro. Se sofrer um acidente, não o considere um acontecimento de mau presságio e não limite as suas atividades. Pelo contrário, não se esqueça de que a atividade física o ajuda a manter-se mais saudável. 



In, Portal da Saúde

Produtos Sugeridos

  • Babysense Babysense monitor de apneia
  • € 128,34

Babysense monitor de apneia - Babysense

Babysense - Babysense Breathing Movement Monitor

  • Frontline Combo spot on para gatos 1pipeta
  • € 4,83

Combo spot on para gatos 1pipeta - Frontline

Frontline - Combo spot on 1 pipette cats

Mais Vistos

O nosso presente para si....

HOME
segunda-feira, 03 outubro

O nosso presente para si....
Para celebrar o 8º Aniversário da Sweetcare escolhemos um presente perfeito: 1 vale de compras no valor de 100€ para si 3 vales de compras no valor de 50€ para oferecer a 3 amigas
Desembrulhe-me 🎁

INSPIRE-SE
sábado, 22 outubro

Desembrulhe-me 🎁
Temos um presente para si no seu carrinho de compras! Escolhemos não 1 mas 2 presentes para si, para que possa celebrar o nosso aniversário em beleza!
Best sellers 2016 : rosto!

INSPIRE-SE
segunda-feira, 15 agosto

Best sellers 2016 : rosto!
Conheça os produtos de rosto mais vendidos na nossa loja e fique a conhecer porquê!
Cosmelan 2 vs dermamelan: 2016 review

SAÚDE & BEM ESTAR
quinta-feira, 03 novembro

Cosmelan 2 vs dermamelan: 2016 review
Saiba as diferenças entre os dois tratamentos despigmentantes mais eficazes no mercado contra o melasma!